Pular para o conteúdo principal

Sacola cheia

Por: Bárbara Fragoso

Medos. Erros.
Quedas. Tropeços.
Inferno e desleixo.
Tempestades. Trovões.
Estava muito escuro.
Peguei uma sacola bem grande e joguei tudo o que atormentava.

Novos frutos e gargalhadas.
Eu queria novas lágrimas, de pura felicidade.
Arranquei aquele nó que me impedia de respirar.
Lacei a sacola. Entreguei-a ao pássaro que pertencia ao ar.

Fechei os meus olhos. A mágica pairava.

Comentários

Este comentário foi removido pelo autor.
Este comentário foi removido pelo autor.