Pular para o conteúdo principal

Seca

Folhas de estrela secas  grudavam nas solas da cidade. Pessoas bem vestidas e sem vestidos pisavam nas folhas de estrela secas. E, não, somente nelas. Estrelas choravam com o frio de doer. Ossos se encolhiam.

Chocolates adoçavam o vento que encostava sem cautela na canela coberta. A lareira encheu a casa de fumaça. Foi uma desgraça. Escondi o meu rosto. Só achava graça!

Bárbara Fragoso 

Comentários