Pular para o conteúdo principal

Largada final

O vento leve batia nas pernas descobertas com saia. Cobriu a blusa branca de bolinhas pretas com o casaco fino que permitia o frio da noite ver os  seus braços finos arrepiados.

Afastou os óculos de aviador do rosto. Perambulavam, ela e a companhia, pelo espaço que abrigava a cúpula da capital. A menina de longos cílios não quis adoçar o momento. Pediu ao homem do carrinho uma pipoca salgada. O amigo, de olhos arregalados, optou pela porção grande e doce.

Desenterraram conversas e versos. Pipocas doces e salgadas se intercalavam nas risadas de confissões. Passado remoto, confuso e sem controle. Ah! Se pudesse percorrer o longo trajeto dos ministérios para alcançar as melhores palavras a serem solatradas, ela o faria com pressa. Quando o cronômetro do celular se desse conta da corrida, ela já estaria de volta, pronta para dar a largada final.

Bárbara Fragoso 

Comentários