Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

Tem vida

Ainda tem vida.
Ela matou-o, dentro de si.
Ainda tem voz. Tem vida.
Ela matou-o para que pudesse viver. 
E ainda tem vida.
Não tem mais nada a ver. 
Uma vírgula.
Vergonha das idas e vindas.
É. E, mesmo sem vida, a voz dele ainda tem vida.

Bárbara Fragoso 

À convidada

Há um vento que balança as roupas no varal
& ele é rosa, & é azul, & é verde & vermelho...
& eu vejo as cores que o Tempo tem
& ele arrasta o Vento, & passa por mim
ondulando os meus cabelos poucos & finos
& os meus anos dopados de estações febris:
de meses, de semanas, & de dias vacilantes
& as estações também têm cores
& são verdes, & amarelas, & brancas...
& a fuligem dos muros me conta histórias
descrevendo o Tempo & o que ele faz
& tudo é fuligem, & Vento, & febre & delírio
& tudo é parte de um poema difícil de ser lido,
difícil de ser lido, & de partir o coração
como a imagem de um homem sentado à mesa,
jantando sozinho: um prato, uma taça de vinho,
uma música muito lenta, & depressiva...
... é uma imagem muito triste, realmente.

A Honestidade é uma dama muito alta,
muito alta & incrivelmente bem vestida
incrivelmente bem vestida & inconveniente.
Mas quem somente diz o que é bom ouvir
é, sim, …

Tem pó

Tem?
Tem.
Tem tempo?
Tem.
Tem tempo sem tempero.
É, tem.
E tempestade, hein?
Tem.
– Ah! Tem piedade!
Tem piedade?
Tem π e idade. E tempo?
Tem pó.
Bárbara Fragoso

Sem métrica

O fado deselegante da menina não respirava. A alma dela era vítima de si, do ar sustenido e das cores lá de fora. Lá fora, não dava para vê-la. Lá de dentro, não dava para ver o que passara lá fora. Ela fora mergulhar-se em si, ao dedilhar notas abafadas, no quarto sem feixe de luz. Tons alternados e sem escala revelaram o que corria por dentro. Amargamente, engolia-se. Os ânimos não se acalmavam. Somente aquela música – traduzida pelo piano desafinado e ausente de alguns tons – que fugia da métrica. Fugia de si. Cantos sem encantos, que contaram as cotas, às custas de uma vida.

Bárbara Fragoso