Pular para o conteúdo principal

À Pandora

Frajola, menina letrada.
De longe, sagaz, soberba e centrada.
Aproximo-me de ti
E a vejo lindamente desvairada.

Frajola, mulher Bárbara.
És sonho, insônia, piadas enfadonhas.
E como não rir de ti, ou para ti?
Sentar-me-ei a cantar ao violão.

Com este sim, quando afinado.
Dar-te-ei pobres melodias
contudo, carregadas de inspiração
Inspira, ação.

Comentários