Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2017

Sonhos possíveis ♪

Ainda que os sonhos sejam incertos, precisamos sonhar. Desde criança, deixava-me levar pelos compassos musicais que acalentavam a imaginação e se uniam às cores que me cercavam. Realmente, acreditava em um mundo mais alegre por meio dos sons. E ainda acredito. A vida segue desta forma, com várias trilhas sonoras. O mundo gira comigo e eu com ele. E não podia ser melhor, sem deixar de escutar o Rodrigo Soalheiro, meu primeiro professor de canto, para nunca deixar de cantar. E nem a Maria de Barros, a Vilma Bittencourt e o Alysson Takaki, que pacientemente me conduziram posteriormente no canto erudito e popular na Escola de Música de Brasília.
“Vamos sonhar juntos sonhos possíveis de realizar”, dizia o trecho de uma das 44 canções que ficou impregnado na minha mente, recitado há 13 anos em um curso de músicas infantis que participei em Brasília, quando era criança. Aquela experiência me marcou de uma forma muito doida. De modo estranho-sensível-eseilámaisoquê, a voz da solista que assess…